HomeSaúdeGravidez - Como acabar com os pés inchados?

Gravidez – Como acabar com os pés inchados?

Conheça algumas dicas para evitar os pés inchados na gravidez.

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________
ad1

Os pés e tornozelos inchados são sintomas comuns na gestação, gerando um grande desconforto para a gestante. Geralmente, o sintoma começa por volta do sexto mês de gestação e intensifica-se até o fim da gravidez. Isso se dá por conta do aumento de peso do bebê, que pode causar maior retenção de líquidos na mulher.
Alguns cuidados são recomendados a fim de aliviar o desconforto dos inchaços, cuidados como:

  • Consumir bastante água;
  • reduzir o consumo de sal;
  • elevar as pernas ao repousar;
  • Caminhadas leves.

Em algumas situações, os inchaços não cessam, nem ao menos aliviam, podendo ocasionar inchaço no rosto, cefaléia ou dores abaixo das costelas. Em casos como estes, é indispensável buscar ajuda médica prontamente.

Pés inchados na gravidez – como resolver?

Aumente o consumo de água

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________

Para combater os inchaços ocasionados pela gravidez, é amplamente recomendável um maior consumo de água. O corpo estando bem hidratado diminui a retenção de líquidos. Além do mais, um consumo maior de água aumenta a produção de urina, que elimina as toxinas e o excesso de líquidos.

É recomendado beber de 2 a 3 litros de água diariamente, porém, vale a recomendação do obstetra.

Exercitar os pés

Fazer exercícios voltados para os pés e tornozelos estimulam a circulação do sangue e a linfática, reduzindo consideravelmente o aparecimento dos inchaços.

Quando possível, dobre e estique os pés para cima e para baixo, de 25 a 30 repetições. Ou gire os pés, um de cada vez, em sentido horário por 8 vezes, e em sentido anti-horário, por mais 8 vezes.

Evitar deixar as pernas penduradas

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________

Ao repousar, colocar as pernas para cima, pois essa atitude facilita o sangue a retornar para o coração, estimulando e melhorando a circulação, e assim, reduzindo os inchaços.

Sempre que deitar, apoiar as pernas em almofadas ou travesseiros, fazendo com que as pernas fiquem acima da altura em que o corpo se encontra. É recomendado repetir diariamente, por vinte minutos.

ad3

Evitar ficar em pé por tempo excessivo

Ficar de pé por muito tempo dificulta o fluxo sanguíneo retornar para o coração, fazendo com que líquidos fiquem retidos nos membros inferiores, causando ou agravando o inchaço nos pés e tornozelos.

Evitar ficar de pé por mais de uma hora sem descansar. Fazer movimentos com as pernas, dobrar os joelhos e flexionar os tornozelos, bem como levantar-se na ponta dos pés, são exercícios interessantes para estimular a panturrilha  no bombeamento do sangue em retorno ao coração.

Não permanecer com as pernas penduradas

Procurar ficar com as pernas altas ao sentar é um excelente para evitar os inchaços, pois ajuda a melhorar a circulação.

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________

Apoiar os pés em um banco ou uma pilha de papéis, fazendo com que os pés fiquem na altura das coxas e as pernas retas.

Em trabalhos que exigem que a gestante fique sentada por longos períodos, é amplamente recomendado que a gestante caminhe um pouco a cada 60 minutos, estimulando a circulação.

Usar calçados confortáveis

Não usar sapatos que apertem os pés durante a gestação é uma recomendação constante de praticamente todos os obstetras. Os sapatos mais apertados dificultam o fluxo da corrente sanguínea e aumentam a sobrecarga sobre os pés. Resultando em inchaço de tornozelos e pés.

Não usar saltos ou sapatos apertados, visando sempre o conforto ao escolher os calçados. Dê preferência a tênis ou sapatos ortopédicos.

Prática de atividades físicas

Fazer atividades físicas constantemente, de forma leve, é um grande aliado durante o período gestacional. Exercícios como caminhadas ao ar livre e hidroginástica são muito recomendados por pediatras, pois estimulam a circulação do sangue, prevenindo ou remediando os inchaços.

Fazer caminhadas leves por 30 minutos, ao menos 3 vezes na semana. Sempre buscando seguir as orientações de um profissional de educação física.

Massagear os pés

Massagem nos pés estimulam a circulação linfática e sanguínea, contribuindo com a eliminação do excesso de líquidos, além de ser muito relaxante.

Para executar a massagem, é necessário aplicar movimentos com suavidade nos pés, nos tornozelos e nas pernas, buscando sempre massagear em sentido ao coração.

Outra opção excelente para combater o inchaço é a drenagem linfática, que pode ser executada por um profissional ou em casa.

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________

Uso de meias de compressão

Este acessório pode ser usado com orientação especializada do obstetra. As meias de compressão tem como função principal estimular o regresso do sangue das pernas em direção ao coração. Também auxiliam na diminuição da sensação de cansaço sentido nas pernas.

Inchaço na gravidez – A dieta é importante?

Durante o período gestacional é essencial evitar alimentos condimentados e sal, pois influenciam na retenção de líquidos. Alguns desses alimentos são:

  • Embutidos (salames, presuntos, mortadela e outros)
  • Enlatados (atum, sardinha, ervilha e outros)

Estes alimentos contém uma quantidade expressiva de sódio, que no caso é utilizado como conservante, provocando assim o aumento da retenção de líquidos.
Para incentivar a diminuição dos inchaços, é importante consumir alimentos diuréticos. Estes alimentos auxiliam na eliminação do sódio pela urina. São alguns deles:

  • Frutas como abacaxi, laranja, maracujá, morango, melancia e limão;
  • Leguminosas como abóbora, beterraba, pepino, alho, cenoura e tomate;
  • Verduras como salsão, espinafre e agrião.

Vale ressaltar que os vegetais verdes-escuros são ricos em nutrientes importantes como o magnésio e potássio, que ajudam a diminuir a retenção de líquidos. Vegetais como o brócolis, a couve e a rúcula.

Inchaço na gravidez – Quando procurar ajuda médica?

Deve-se ficar atenta a alguns sintomas exponenciados. Caso esses sintomas listados abaixo apareçam, procure o obstetra ou o pronto socorro imediatamente.

  • Inchaço nas pernas de forma repentina;
  • Inchaço no rosto, pés e mãos, de forma repentina;
  • Dor na nuca;
  • Alteração na visão;
  • Enjôo e Vômito;
  • Dor de cabeça intensa e repentina;
  • Dor na nuca;
  • Formigamentos (nos pés ou nas mãos)

Lembre-se sempre que, o acompanhamento pré-natal é indispensável para evitar maiores problemas e ter a certeza de uma gestação tranquila para a mãe e para o bebê.

______Continua após a publicidade_______








__________________________________________

A ver com o artigo

Mais Acessados